sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Escritos de outono




"As imagens me chegavam nos mesmos tons do cinema noir, como filmes de guerra carregado de abusos e mortes. A chuva, nublando o céu lá fora, tingia de cinza a atmosfera. Eu estava mergulhada num profundo abismo sem cor. A minha vida, a minha identidade, a minha mudez recém-adquirida, a minha ignorância herdada."
 
Trecho do livro "Escritos de Outono", de Tamara Ramos
Disponível em ebook pela Amazon       

0 comentários: