segunda-feira, 1 de setembro de 2014

VIVA MUNDO - Fragmentos do meu diário






Enquanto desenvolvia o projeto "Arte &  Literatura", comecei a produzir um diário artístico composto de pequenos textos, frases e pensamentos que venho desenvolvendo à respeito da arte. Henry Matisse, Frida Kahlo, Van Gogh e Eugene Delacroix possuíam diários desse tipo que tornaram-se referência sobre o pensamento e modo de viver desses artistas.
 
Voltar a mexer com cola, guache, pincel, giz de cera e papel colorido despertou em mim lembranças de tudo o que acumulei quando era criança. Resgatei memórias, voltei a sentir alguns cheiros perdidos, lembrei de pessoas distantes. Perceber que a arte é um estilo de vida me ajuda a manter o foco naquilo que me parece ser o mais importante. Refletir sobre arte, produzir arte e escrever sobre o assunto, me mantém em contato com a parte mais livre do meu ser.
 
Outro aspecto importante dessa atividade é o reencontro com a minha caligrafia. Há muitos anos escrevo apenas no computador, e hoje quase não consigo entender minha própria letra. Escrever à mão propicia o encontro com outro aspecto de uma das habilidades mais comuns dos seres humanos. Quando escrevo à mão falo apenas comigo mesma, não me esforço pra ser compreendida por mais ninguém.  
 
VIVA MUNDO é um trabalho diferente, pois não é um livro de verdade. É apenas um desabafo ilustrado por uma artista que se permitiu resgatar o espírito colorido da infância.
 
 
Fragmentos do diário:
 
"Encontro na arte a simplicidade que jamais encontrei nos amores.
A tentativa de oprimir o outro, de dobrá-lo à sua vontade, manipulá-lo.
A tendência em desagradar a si mesmo pelo agrado do outro inexiste na arte.
Aqui tudo são cores em liberdade plana.
Sobreposições abstratas refletem certa alegria ou expectativa interna.
Simplificar na arte sem exigir muito de mim mesma é um treino importante para reinventar a vida.
Pudera eu ser só azul e amarelo sem tantas nuances policromáticas.
Minha vida complexa me trava às vezes.
E eu me liberto por meio da arte mais simples."
 
 
          


0 comentários: