sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Laniakea: nosso lugar na galáxia (vídeo em inglês)


 
 
Esse vídeo foi postado ontem na internet e ainda não há tradução para o português. Aqui conseguimos ver de forma bem clara onde estamos e qual é a nossa posição dentro do universo. Somos realmente apenas um pontinho minúsculo dentro de um espaço de tamanho incalculável. Toda nossa arrogância cai por terra quando tomamos consciência de quem somos e de onde estamos. Ainda há muito a se descobrir, mas a ciência está caminhando rapidamente e a mecânica quântica já compreendeu os princípios mais elementares da nova teoria sobre a origem do universo e sobre a essência de nossa natureza humana.  
Sabemos que a Terra e o sistema solar estão localizados na Via Láctea. Mas como, exatamente, a Via Láctea se encaixa entre as bilhões de outras galáxias no universo conhecido?

Em um novo estudo fascinante para a revista Nature, uma equipe de cientistas mapeou milhares de galáxias em nossa vizinhança imediata, e descobriu que a Via Láctea é parte de um enorme superaglomerado de galáxias de fazer cair o queixo.

Esta estrutura é muito, muito, mas mesmo muito maior do que os astrônomos já haviam mapeado. Laniakea contém mais de 100 mil galáxias, estende-se 500 milhões de anos-luz de diâmetro, e a Via Láctea é apenas uma partícula localizada em uma das suas franjas.
É difícil quebrar a cabeça para se compreender tamanha imensidão. Cada um dos pontos de luz apresentado no filme é uma galáxia individual. Cada galáxia contém milhões, bilhões, ou até mesmo trilhões de estrelas. Ah, e tudo isso é apenas o nosso cantinho local de um universo ainda mais amplo. Há muitos outros superaglomerados de galáxias lá fora.

Então como é que os pesquisadores descobriram que existia essa estrutura - e como eles se distinguem de outros superaglomerados?

A equipe de cientistas, liderada por R. Brent Tully, da Universidade do Havaí, estudou primeiro o movimento de cerca de 8.000 galáxias em nossa vizinhança. Ao fazer isso, ele pôde mapear certos padrões. O universo vem se expandindo desde o Big Bang. Mas a equipe também descobriu que a gravidade estava puxando algumas galáxias umas para as outras.
Superclusters (superaglomerados) são regiões do espaço densamente embaladas por galáxias. São, na verdade, as maiores estruturas do Universo. Os cientistas há muito tempo têm se esforçado para definir exatamente onde um superaglomerado termina e outro começa. Agora, uma equipe baseada no Havaí surgiu com uma nova técnica que mapeia o universo de acordo com o fluxo de galáxias através do espaço. Essa técnica permitiu que se redesenhasse as fronteiras do mapa cósmico, redefinisse a nossa posição dentro das regiões de superaglomerados e a nomeássemos  de Laniakea, que significa "céu imensurável" em havaiano.
 
* Parte dessa matéria foi retirada do site Vox - www.vox.com
 





 

0 comentários: