quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Estudar causa deslumbramento!

 
 
Para escrever o livro O HERDEIRO DA CASA DE DAVI, precisei me dedicar a muitas horas de estudo. Foram horas de leitura do Antigo Testamento, horas destinadas a assistir documentários sobre Israel e os monarcas da Torá, estudo da religião e cultura hebraica, e mais uma série de temas que fazem parte da obra como a Lei da Atração, a busca pelo parceiro ideal, a Mulher Virtuosa e o poder da sabedoria do rei Salomão.
 
O estudo constante amplia nossa percepção do mundo, nos faz rever antigos conceitos, nos permite  entrar em contato com formas de pensamentos diversas da nossa, derruba preconceitos, ilumina a ignorância e nos transforma de dentro para fora. Às vezes fico preocupada com o excesso de leitura. Em meu livro "Irina Bloom", levantei essa questão que sempre me fez refletir. Estudar demais pode fazer mal à pessoa? O conhecimento muda tanto a nossa cabeça que somos obrigados a trocar completamente de pele após o período de estudo. Tudo o que tínhamos como certo, fica abalado diante da luz do conhecimento.
 
E há também o deslumbramento. Estudar causa deslumbramento e faz com que o estudante perceba a si mesmo maravilhado a todo instante. Há uma infinidade de coisas que a gente não sabe e, se nos fecharmos nos limites do nosso desconhecimento, nos tornaremos pequenos e ignorantes demais. É da ignorância que nasce o preconceito, o ressentimento contra o que é diferente, a mágoa e a cegueira universal.
 
Não sei se estudar demais faz mal, mas estou certa de que o excesso de estudo é revolucionário. Quem estuda demais, pensa demais. Quem pensa demais, está sempre renovando conceitos. Quem renova conceitos tem uma forma mais flexível e  aberta de ver o mundo. Quem é flexível tem mais facilidade de fazer amigos e compreender as pessoas. Quem entende as pessoas nunca está só.
 
Leio, estudo e penso todos os dias, o dia inteiro, e essas atividades fazem de mim uma pessoa cada dia mais encantada com o mundo que percebo ao meu redor.   

1 comentários:

patriciacalhau1@gmail.com disse...

Que beleza seu texto!!!

Voce me ensinou me devolveu a vontade e necessidade de ler. Parabens!!!!