quarta-feira, 2 de maio de 2012

JAVIER PUCHE E SEUS CONTOS DE SEIS PALAVRAS



Esta semana recebi mensagem de um escritor espanhol que desenvolve um trabalho bem diferente. A internet é mesmo uma grande sala de encontros onde o improvável sempre acontece. Javier Puche, professor de piano clássico, roteirista de tv, e detentor de um master em criação literária pela Escola Contemporânea de  Humanidades (Madrid), é também contista reconhecido em seu país e autor de Seísmos, um livro recheado de contos de seis palavras. A idéia do Seísmos foi inspirada na obra de Hemingway, que também utilizava  esta forma de estrutura textual.

A amizade com Javier surgiu de seu interesse por meu trabalho e acabou por revelar-se um intercâmbio cultural vivo entre a Espanha e o Brasil. O blog E eu que era tudo ou nada ao meio-dia está sendo lido por lá e seu blog Puerta Falsa (http://puerta-falsa.blogspot.com.br/) será agora compartilhado com meus leitores brasileiros.     

Eu não falo espanhol e Javier não fala português, mas conversamos no idioma materno de cada um e  estamos nos entendendo bem. Esta é a mágica  das línguas que possuem raízes comuns.

No momento estamos conhecendo mais a fundo nossos trabalhos e tendências literárias, mas quem sabe em breve façamos uma parceria nos dois idiomas?

Apresento a obra de Javier Puche ao meu leitor e convido a todos a mergulharem no universo diferente, pouco convencional e inovador deste artista espanhol. Gracias Javier!

0 comentários: