quarta-feira, 21 de março de 2012

UMA QUESTÃO DE FÉ




"Quando Deus mandou que Abrãao deixasse a sua terra, os seus parentes, os seus pais, os seus pertences, e fosse para um lugar que lhe mostraria, Ele estava provando a sua fé. E não disse a Abrãao para onde ele iria."


O que é a fé? Todas as religiões do mundo, sem excessão, dependem de duas coisas: da fé e da prática. Não adianta dizer que se tem fé e paralisar diante do obstáculo. Quem tem fé, avança!


Mas retorno à pergunta: o que é a fé? O dicionário diz que fé é: Crença, Crédito, Confirmação, Prova e Confiança. Ter fé é confiar de que o resultado esperado se concretizará. A fé é a confirmação da crença que temos de que o melhor se realizará. Ter fé é ACREDITAR.


Mas por que é tão difícil manter a fé em tempos difíceis? Por que temos a tendência a nos desvalorizarmos diante dos outros? Por que não acreditamos com sinceridade na nossa vitória? Por que guardamos tantas dúvidas com relação ao nosso sucesso seja profissional, amoroso, financeiro, familiar, empresarial, espiritual? O que nos impede de experimentar a alegria de uma fé realmente forte que determina a nossa vitória em todas as áreas de nossa vida?


Creio que um dos maiores motivos que limita a nossa fé é o nosso MEDO. O medo é uma energia negativa bastante complicada. Em alguns momentos ele é necessário para nossa própria proteção e sobrevivência. Ninguém em sã consciência vai se atirar de uma ponte alta, vai andar numa rua deserta pela madrugada ou tentar fazer cafuné na cabeça de um tigre bravo! Nesses casos o medo funciona como um sensor. É nosso instinto de proteção que descarrega a química do medo em nosso corpo e nos detém.


Mas eliminando os casos de risco pessoal , para que mais serve o medo? O medo é a grande corrente que amarra a nossa vida e limita as possibilidades infinitas que o Universo apresenta. Há um milhão de chances lá fora. Há um milhão de novas possibilidades à espera de sua escolha, de sua tentativa. Mas elas são desperdiçadas quando somos tomados por este medo sem sentido que acaba por nos devorar. E quando somos engolidos pelo medo nossa vida diminui. Nossas perspectivas se restringem. Novas oportunidades se recolhem, e você passa a viver no automático, muitas vezes entediado e insatisfeito, mas com uma falsa sensação de proteção. É aquela velha história: - "Pelo menos isso eu já conheço, já sei como é. Melhor continuar aqui". Ou então: -" Ah! Mais isso é muito complicado, não quero fazer mudanças para depois ter mais trabalho."


O medo, em alguns casos, caminha de mãos dadas com a preguiça. Além do medo da mudança temos preguiça de reinventar algo que não é mais bom para nós. E a preguiça é um dos graves pecados da humanidade, não é mesmo? E acho que é pecado porque nos faz esquecer de como a nossa vida curta e quão pouco tempo temos. Ao invés de aproveitarmos ao máximo as experiências extraordinárias oferecidas pela vida, nos limitamos à meia-dúzia delas e nos convencemos de que já está de bom tamanho!


Sempre me interessei pelas religiões. Aos 23 anos me converti ao Budismo e estudei a doutrina tão profudamente que até hoje posso dar uma palestra sem ter que me preparar muito antes. A leitura da Bíblia veio bem mais tarde. Eu já estava com 27 anos quando li a Bíblia pela primeira vez, mas fiquei completamente fascinada pos aquelas histórias mágicas saídas de mundos distantes como a Babilônia, Pérsia, Israel, Egito, entre outros. E o que mais me encanta na Bíblia são as histórias do Antigo Testamento como a vida de Abrãao, a sabedoria de Salomão, o reinado de Davi e a vida de mulheres excpecionais como Maria, Rute, Ester, Sara, e tantas outras.


O mais importante na leitura de todas estas histórias é o resgate da nossa fé. Não dá para ouvir sobre a fé de Moisés sem ficar inspirado. Por alguns segundos também sentimos vontade de tentar partir ao meio o Oceano Atlântico! E é por isso que hoje escolhi o tema da fé para discutir com você.


Falo não somente sobre a fé em santos, em Deus, no Universo, em Buda...falo sobre a fé na vida. Como anda a sua fé? Há algo que lhe parece impossível de resolver? Está se resignando em uma situação decadente e nefasta para você? Está lutando com uma doença que parece incurável? Um casamento ou um relacionamento familiar ruim? Pare e reflita: será que não está com medo ou preguiça de fazer mudanças? O que está abalando sua fé? Lembre-se: Fé é a certeza de que um resultado positivo será alcançado!


Para mim Deus é o Universo. Deus é uma força informe que não podemos ver ou tocar, mas podemos sentir. É uma energia fascinante que move a tudo. Quando tenho algum problema grave ou sinto que algo está me impedindo de realizar desejos maiores, eu literalmente falo com Deus. Falo mesmo! Abro a boca e faço a minha voz ser ouvida. E neste momento a minha fé se reintegra e tudo, subitamente, parece possível outra vez.

2 comentários:

Flavia Lyrio disse...

Olá Tamara, boa noite!
Lendo o seu texto, pude observar o seu desejo de ajudar às pessoas! Penso que vc teve fé nisso!
Você é uma pessoa encantadora!
Obrigada por tentar ajudar para que o mundo das pessoas seja melhor!
Bjo!

Tamara Ramos disse...

Obrigada Flávia.
Penso que as dúvidas, as angústias, os medos e a oscilação na nossa fé é um problema universal. Por este motivo gosto de compartilhar minhas buscas porque sempre acaba tocando o coração de alguém que também está enfrentando o mesmo problema. Que bom que este texto tenha ajudado você. Somos seres cheios de falhas em busca do aprimoramento pessoal e este é nosso maior tesouro! Grande abraço!